CIDADE

CIDADE

Daniela Souza - 14:47 22/11/2017

Sede da Fazenda da Esperança será inaugurada em Imperatriz no próximo domingo (26) 

Com a chegada da instituição, a sede terá o nome de 'Fazenda da Esperança Casa do Senhor' e iniciará novas turmas com a ajuda de mais 15 missionários

A Fazenda da Esperança, será na mesma sede da Casa do Senhor. Juntas terão a mesma funcionalidade. (Fotos: Arquivo da instituição)

"Meu nome é Wanderson Silva Santos, tenho 34 anos, sou casado e pai de três filhos. Ano vem eu me formo em economia, se Deus quiser!". O futuro economista, foi dependente químico, passou pela Fazenda da Esperança e hoje é voluntário da instituição. Wanderson reside em Imperatriz, e faz parte da equipe, que no próximo domingo (26), vai inaugurar uma sede da Fazenda da Esperança no município. A instituição está presente em todos os continentes e, no Brasil, desde os anos 80.  

Wanderson Santos conta que há 17 anos passou pela recuperação e morou por dez anos na sede da Fazenda de São Paulo, junto com sua esposa e os filhos. "Vou assumir a coordenação da Fazenda da Esperança de Imperatriz por minha livre escolha e também por meio de convites".  

Ele explica que o processo de recuperação é muito simples, e tem um tripé como metodologia. "Funciona da seguinte forma: Trabalho, convivência e espiritualidade. Desde o início da recuperação seguimos o tripé. Por que? Porque a vida nas drogas se perde alguns valores, e um dos que se perde é o valor do "Ser cristão", ter algo em que acreditar. Quando se está no mundo das drogas a gente acredita em qualquer coisa. Tudo que aparece a gente pega como lei e leva para frente".  

Na opinião da muitas pessoas do país, o caminho das drogas é sem volta. Em março deste ano, a Organização Mundial de Saúde (OMS) por meio da Agência EFE, informou que meio milhão de pessoas morrem anualmente por consumo de entorpecentes. Anderson pontua um dos motivos que levam a ser usuário.  

"Ninguém sai de casa para usar drogas: estalou os dedos e bateu a curiosidade, vou usar drogas. Não é assim. Tem toda uma história por trás. Tem traumas por trás. Só quem sabe é quem passa. Infelizmente nossa sociedade não permite que as pessoas conheçam o que está atrás das drogas. Então a Fazenda da Esperança ela nos ajuda nesse sentindo. A descobrir e aprofundar a dor e o caminho que levou o usuário a dependência química. Na metodologia da Fazenda, não falamos de drogas. Nós buscamos perceber o que nos levou até ela".  

O estudante de economia destaca que para ele, que passou pela recuperação e hoje ajuda outras pessoas, a questão da responsabilidade e trabalho são pontos fortes para superar. "Lembro quando estava em recuperação, a minha família recebia uma cesta com produtos produzidos dentro da Fazenda da Esperança. A família levava para vender e o valor se convertia na manutenção dos dependentes. Dentro desse processo a família acaba se inserindo na recuperação e isso se torna educativo".  

Relata ainda que ele e o irmão eram recuperandos e sua mãe levava duas cestas para vender. "Eu falei a minha mãe: vejo tantas mães aqui com dificuldade com uma cesta (que era no valor de um salário) imagina você com duas. Ela me disse: meu filho quando eu vou oferecer um produto desse para alguém, eu não faço a propaganda do produto, eu faço a propaganda do que a instituição está fazendo na vida dos meus filhos. Isso para mim é importante, me encorajava, isso me dava forças, e isso fez com que eu encarasse a minha recuperação com mais seriedade", expõe Wanderson Santos.  

Inauguração 

A inauguração da Fazenda da Esperança em Imperatriz acontece no próximo domingo (26). Inicia com a missa, às 9h, na sede da Casa do Senhor, em Coquelândia e será celebrada pelo Bispo da diocese, Dom Vilson Basso. A Fazenda da Esperança, será na mesma sede da Casa do Senhor. Juntas terão a mesma funcionalidade que é servir como unidade terapêutica filantrópica que ajuda na recuperação de dependentes químicos da cidade.  

Em Imperatriz há três unidades da Casa do Senhor, uma para cada fase da recuperação. Com a chegada da Fazenda da Esperança na cidade, busca-se ajudar mais pessoas. Assim como a instituição Casa do Senhor, a Fazenda da Esperança foi convidada pela diocese de Imperatriz a se instalar na cidade.  

Membros da instituição pontuam que um grupo de 15 missionários estão fazendo um trabalho de prevenção e divulgação da fazenda desde o dia 05 deste mês. A Fazenda de Imperatriz se chamará: Fazenda da Esperança Casa do Senhor. O trabalho prestado por eles, é de forma voluntária.  

Dom Vilson Basso anunciou que o escritório da Fazenda da Esperança em Imperatriz funcionará na rua Antônio Miranda no mesmo prédio da Pastoral da Mulher Marginalizada (no setor da antiga Farra Velha). "Nós estamos continuando o trabalho bonito da Casa do Senhor, ampliando com a Fazenda da Esperança. Na fase três estão concluindo todos que estavam na Casa do Senhor. Domingo pela manhã estaremos iniciando uma turma nova perto da Coquelândia. O importante é que todos se sintam comprometidos com eles e os pobres".  

EDIÇÃO IMPRESSA