CIDADE

CIDADE

Assessoria - 09:06 13/03/2018

Aberta I Semana do Artesão de Imperatriz

Evento reúne profissionais locais e visa fomentar o segmento

Palestras, exibição e comercialização de produtos fazem parte da programação. (Foto: Patrícia Araújo)

Com programação durante toda a semana, foi realizada, nessa segunda-feira (12) a abertura oficial da 1º Semana do Artesão de Imperatriz, com palestras que lotaram o auditório da Unidade Regional de Educação. Evento começou no último sábado,10, e segue até o próximo dia 18, com exibição e comercialização de produtos, além de diversas atividades. Organizado pela Associação dos Artesãos de Imperatriz, Assari, em parceria com a Fundação Cultural, FCI, Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Sedec, e outras instituições, iniciativa busca divulgar e incentivar o trabalho dos profissionais locais.

Representantes do Banco do Nordeste também estiveram presentes esclarecendo sobre linhas de crédito, e oferecendo os serviços da instituição para o público. Entre as palestras ministradas na abertura, o maestro Giovane Pietrini, representando a Fundação Cultural, tratou sobre cultura e artesanato, a partir de vários aspectos, inclusive sobre a diversidade na identidade de Imperatriz.

O secretário da Sedec, Eduardo Soares, abordou a "Cadeia produtiva do artesanato e desenvolvimento econômico". Ele esclareceu dúvidas, destacou a importância do bom atendimento e qualificação, diferencial e matéria-prima dos produtos, desenvolvimento de novos produtos e, de forma humorada falou da sua própria história, de quando ele produzia cuscuz e fogareiros, de forma artesanal, com a mãe, para sustentar a família. 

Eduardo falou sobre a riqueza da diversidade na cidade e como essa influencia o segmento. "O artesanato de Imperatriz tem um diferencial competitivo muito grande no mercado nacional, porque a principal característica é a diversidade socioeconômica e cultural. Nós temos todas as etnias, somos brancos, negros, índios, gente vinda de todo o país e isso faz com que nossa cultura seja mais diversa possível e nossos produtos também", explicou.

Ele enfatizou que outros projetos serão implementados ao longo do ano para apoiar a atividade artesã na cidade, como o "Mais Empreendedor", que já é uma realidade e capacita também a categoria, além de incluir a participação deles nas próximas edições do "A Gente Faz Cidadania".

EDIÇÃO IMPRESSA