CIDADE

CIDADE

Daniela Souza - 15:13 13/03/2018

Emissoras de TV de Imperatriz devem se preparar para o sinal digital 

No Maranhão, o sinal analógico será desligado quando 97% dos municípios tiverem a cobertura do sinal digital

A população saberá do desligamento do sinal analógico por meio de campanhas publicitárias. (Foto: Reprodução)

As emissoras de todo o país devem se preparar para desligar o sinal analógico até o final deste ano. O prazo ficou determinado em 2016 por meio do Ministério das Comunicações (MCTIC), aprovado pelo senado em 2013. Até o final de 2018, todas as capitais do país e suas regiões metropolitanas, que representam mais de 1.300 cidades, terão o sinal de TV 100% digital. 

De acordo com a Seja Digital, instituição não governamental responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico, até 24 de outubro do ano passado, eram 128 municípios brasileiros com digitalização finalizada, entre eles está Rio Verde (GO), Brasília (DF), São Paulo (SP), Goiânia (GO), Recife (PE), Fortaleza (CE) e Salvador (BA). 

Em Imperatriz, das 16 emissoras de TV de canal aberto, cinco já adquiriram os equipamentos necessários para a transmissão em HDTV e sinal digital. Três delas já transmitem a programação em sinal digital desde março do ano passado e apenas duas, Mirante e Rede Vida, transmitem o sinal com qualidade HDTV, que tem quatro vezes mais resolução que o sinal digital SD e o analógico. 

Para que todas as TVs transmitam nos domicílios a TV digital aberta, as emissoras devem se adequar às exigências da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), sendo necessário a reformulação do estúdio, além da compra de equipamentos que possuem um custo elevado, sendo este um dos motivos na demora da adequação das emissoras.  

Dentre os vários equipamentos necessários, os dois principais são o switch off (para o controle do programa que está indo ao ar) e o master (controle da programação como comerciais e sinal local). No Maranhão, o sinal analógico será desligado quando 97% dos municípios tiverem a cobertura do sinal digital. 

As famílias cadastradas em programas sociais como o Bolsa família, Minha Casa Minha Vida e Tarifa Social de Energia Elétrica, podem agendar a retirada do kit do conversor digital de forma gratuita por meio de cadastro no site Seja Digital ou Você na TV Digital, e devem indicar o seu endereço, os números dos documentos de identificação e de algum cadastro social citado acima. Além disso, a população saberá do desligamento do sinal analógico por meio de campanhas publicitárias. 

EDIÇÃO IMPRESSA